terça-feira, 30 de maio de 2017

326 - Orquídea: Oncidium jonesianum

Orquídea encontrada na Mata Atlântica da região Sudeste, em lugares mais sombreados e úmidos, por isso pode-se considerá-la uma planta de difícil cultivo.
Habitat: Mata Atlântica, na região sudeste. Desta feita, em cultivo, deve se mantê-la em boa umidade ambiente, não tolerando, contudo, excesso de água nas raízes, que podem apodrecer facilmente.
Tamanho da planta: 30 a 40 cm;
Tamanho da flor: 4 a 5 cm;
Clima: moderado.

Observação endógena: este oncidium foi adquirido de um orquidário comercial, na internet e já veio com esta haste floral; eu apenas aguardei os botões abrirem e fiz os registros. Após florir mantém-se inerte sem sinais de formação de novos bulbos ou raízes e provavelmente se renovará mediante a chegada do inverno aqui na região.

domingo, 21 de maio de 2017

Enquete 1 - Qual o seu Gênero de Orquídea Preferido?

Em março de 2016 eu fiz a 1ª Enquete na página do Orquídeas - Bromélias, no G+ e perguntava sobre o gênero de orquídea preferido dos membros da referida comunidade. Foram 26 votos e o seguinte resultado, conforme imagem abaixo:
50% preferem as Cattleyas;
19% Oncidium;
19% outros gêneros;
8% Epidendrum
4% Catasetum.
Vamos destacar então, o gênero vencedor, as coadjuvantes ao lado:

sexta-feira, 12 de maio de 2017

318 - Orquídea: Oncidopsis Pacific Paragon 'Honey Butter'

Observação endógena: o que eu consegui de informações na internet sobre este híbrido foi o seguinte: resultante do cruzamento entre Oncidium sphacetante X Miltoniopsis komoda; anteriormente chamada de Miltonidium Pacific Paragon 'Honey Butter'.

Planta de porte médio com bulbos de 6 cm e folhas que chegam a 30 cm de altura; flor pequena de 5 cm de diâmetro em cachos eretos”.
Clima: tropical; sombreamento: 70%; época de floração: inverno/primavera; tempo de floração: em média 20 dias”.
“Umidade no ambiente: média; substrato: bem drenado - aceita vários tipos de substratos de qualidade”.
“Outras características: planta de crescimento moderado. Pode-se cultivar muito bem em vasos de barro ou cachepós de madeira. Em vasos de plástico use substrato bem drenado. Aceita também placas de madeira, desde que não falte umidade na planta para que a mesma não se desidrate[i]”.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...